domingo, 17 de janeiro de 2021

Saiba as principais mudanças na nova legislatura da Câmara de Jaguaribara

Publicado em  domingo, janeiro 17, 2021  |  em  Política

Por Francisco Cavalcante 


A Câmara Municipal de Jaguaribara iniciou sua 17ª legislatura (2021-2024) com poucas mudanças no seu quadro de vereadores, com permanência do número de mulheres eleitas e com uma oposição cada vez mais minoritária politicamente. O PDT, partido político do prefeito reeleito, Joacy Alves (Juju), conseguiu eleger seis vereadores, somado com mais um do partido aliado, o PROS. Enquanto isso, a oposição ao atual governo municipal ocupa apenas duas vagas na Câmara com vereadores do PSB e se vê cada vez mais isolada politicamente no Poder Legislativo municipal. Concomitante a cerimônia de posse, a nova mesa diretora da Casa foi eleita por sete votos a dois e pela primeira vez, em 63 anos, uma mulher presidirá a Câmara Municipal.


Renovação de vereadores na Câmara foi de apenas 33% dos eleitos


Seis vereadores conseguiram se reeleger, enquanto apenas três ingressaram no primeiro mandato na Casa Legislativa. Dos novatos, Netinho de Daniel (PDT), o candidato mais votado para vereador, tem apenas 18 anos de idade e é o vereador mais jovem do histórico político de Jaguaribara. Outro nome eleito pela primeira vez é o de Dedé Bode (PDT), natural do Sítio Mineiro, que ficou em terceiro lugar nas eleições municipais. Jujua Calou (PDT) assume vaga deixada pelo agora ex-vereador Gerrimar Barbosa (PDT), que ficou em quarto lugar, mas deixou a vaga para integrar a pasta da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Agricultura e Meio Ambiente. 


A vereadora Damiana Negreiros (PDT), que na eleição de 2016 foi a mais votada com recorde de votos, dessa vez ficou em segundo lugar. Mazé Martins (PDT), que já tem mais de 20 anos como vereadora, e Mirian Bandeira (PDT), em seu segundo, também conseguiram se reeleger para mais um mandato no legislativo municipal, em quinto e sétimo lugar respectivamente. 


Os demais vereadores eleitos, apesar de não serem os mais votados quantitativamente no pleito, foram beneficiados pelo quociente eleitoral de seus partidos e conseguiram assumir uma vaga na Câmara. São eles: Pedrinho da Saúde (PSB), que agora volta à Câmara após quatro anos, Tarcísio Dantas (PSB), que conseguiu a reeleição, e o Presbítero João Luís (PROS), também reeleito pelo coeficiente eleitoral.


Oposição ao Governo de Juju é minoria na Câmara Municipal


Um dos maiores desafios da coligação que perdeu as eleições majoritárias, o PSB e o PT, que tinha Francisco José Dedé como candidato a prefeito, será atuar na Câmara Municipal com apenas dois vereadores eleitos. No início da legislatura anterior (2016-2020), a oposição ao prefeito Juju contava com um número maior de vereadores, sendo três inicialmente. Depois passou para dois, com a mudança de partido da vereadora Mirian Bandeira para o grupo do prefeito.


Minorias na Câmara, os vereadores Pedrinho da Saúde (PSB) e Tarcísio Dantas (PSB) representam o grupo político que perdeu as eleições para Prefeitura Municipal pela terceira vez seguida. De volta à Câmara após quatro anos, o vereador Pedrinho enfatizou em seu discurso de posse que “é um prazer está de volta”, fazendo alusão ao meme da internet. Sobre atuar como minoria na Câmara, ele diz que fará uma oposição com responsabilidade, caráter, humildade e diálogo com a equipe do prefeito. 


Ciente da nova conjuntura do legislativo local, para o vereador Tarcísio Dantas é necessário que os eleitos “sejam vereadores de fato, ao invés de atuarem como políticos-partidários”. “Não irei me reportar às eleições que já passaram. Devemos focar na gestão e na existência de uma independência do Legislativo do Poder Executivo e, como legislativo, devemos fiscalizar as ações do governo municipal”, discursou. Ele ainda convidou os eleitos a honrarem as funções de criar leis, representar o povo e fiscalizar a gestão.


Nova presidência da Casa Legislativa é definida e primeira mulher é eleita


Concomitante à cerimônia de posse, a nova mesa diretora para o próximo biênio da Casa foi eleita em 1 de janeiro de 2021. A escolha contou apenas com uma chapa inscrita, encabeçada pela vereadora Mazé Martins (PDT) para presidência, Dedé Bode (PDT) para vice-presidente e Netinho de Daniel (PDT) e Mirian Bandeira (PDT), como primeiro e segundo-secretário respectivamente. A nova mesa diretora foi eleita por sete votos a dois; apenas os dois candidatos da oposição votaram contra.


Com a vitória de Mazé, essa é a primeira vez em 63 anos de emancipação política de Jaguaribara que a Casa terá uma mulher como presidente. Ela está há mais de 20 anos consecutivos atuando como vereadora no município e foi eleita cinco vezes seguidas nas últimas eleições (2005-2008, 2009-2012, 2013-2016, 2017-2020 e 2021-2024). A vereadora almejava o cargo desde o biênio 2019-2020, mas perdeu para Gerrimar Barbosa por 5 votos a 4 em meio a uma colisão interna de seu partido e clima de tensão e polarização na Câmara à época.


Em seu discurso, ela destacou: “Em um universo historicamente patriarcal, onde as mulheres sempre foram colocadas como criaturas submissas, sei da importância de contribuir como mulher para uma Jaguaribara mais igualitária em direitos e deveres, começando pela equidade de gênero”. Mazé também estendeu sua eleição às colegas vereadoras “Sei que meu empoderamento, também pertencente às colegas vereadoras eleitas, Damiana e Mirian, e servirá de inspiração para muitas mulheres que ainda poderão e deverão fazer parte da história política do nosso município”, disse ela.


Curta e compartilhe

0 comentários:

.
--
Copyright © 2013 Jaguaribara em Foco. by BloggerTheme9
back to top