segunda-feira, 22 de julho de 2019

Devido à seca, Governo Federal reconhece situação de Jaguaribara como emergencial

Publicado em  segunda-feira, julho 22, 2019  |  em  Seca

Foto: Diário do Nordeste
Através da Portaria nº 1.758, publicada em 19 de julho de 2019 no Diário Oficial da União (DOU), a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (SEDEC), órgão do  Ministério do Desenvolvimento Regional do Governo Federal, reconhece situação de emergência  em municípios do estado do Ceará, dentre eles está Jaguaribara e outros 21 municípios cearenses.


Desses municípios, 4 estão localizados no Vale do Jaguaribe (Jaguaribara, Jaguaretama, Morada Nova e Pereiro), região esta berço do maior açude para multiusos da América Latina, o Açude Castanhão, que está com 5% de sua capacidade. O responsável pela portaria do Governo Federal foi o secretário nacional de proteção e defesa civil Coronel Alexandre Lucas Alves. Leia a portaria completa, clicando aqui.

Art. 1º Reconhecer, em decorrência de SECA, COBRADE: 1.4.1.2.0, a situação de emergência nos municípios relacionados abaixo.
MUNICÍPIOS
01
Beberibe
02
Boa Viagem
03
Campos Sales
04
Caririaçu
05
Catarina
06
Catunda
07
Deputado Irapuan Pinheiro
08
Itapagé
09
Jaguaretama
10
Jaguaribara
11
Jati
12
Milhã
13
Mombaça
14
Monsenhor Tabosa
15
Morada Nova
16
Nova Olinda
17
Pedra Branca
18
Pereiro
19
Piquet Carneiro
20
Saboeiro
21
Solonópole
22
Tarrafas


Sobre a Barragem do Castanhão, obra faraônica que objetivou combater a seca no semiárido cearense



A ideia de construção de barragens como uma forma de abastecimento hídrico surgiu desde o período imperial brasileiro. Com isso, na década de 1990, o Estado do Ceará começou a estudar as possibilidades de utilizar aquela construção hídrica para abastecimento humano e industrial da capital Fortaleza e região metropolitana. Dentre as diversas justificativas, a comumente utilizada era a minimização dos efeitos causados pela seca no nordeste. Embora o leito do rio Jaguaribe estivesse localizado em Jaguaribara, este compreendia também alguns municípios adjacentes, tais como Alto Santo, Jaguaretama e Jaguaribe.

Fruto de uma parceria público-privado (Governo Estadual, Governo Federal e Banco Mundial) que busca implantar ações emergenciais relacionadas à política de recursos hídricos, a barragem do Açude Castanhão é formada por um canal constituído por um sistema de engenharia chamado Canal da Integração, de 255km que vai de Jaguaribara à capital do Ceará, objetivando transpor as águas do Açude para abastecimento humano e industrial de Fortaleza e Região Metropolitana. O sistema aplicado no Canal da Integração possui diversos vieses e é socialmente excludente, pois prioriza apenas uma parcela da população que está sendo afetada por ele. 

Por Francisco Cavalcante de Sousa
com colaboração de Lara Jessica da Silva Pontes

Curta e compartilhe

0 comentários:

.
--
Copyright © 2013 Jaguaribara em Foco. by BloggerTheme9
back to top